LGBT não é a mesma coisa que LGPD

Lésbicas, gays, bissexuais, transexuais e Lei Geral de Proteção de Dados, duas siglas muito parecidas com objetivos diferentes, que tem confundido muitas empresas em todo o país.




Saiba a diferença entre as duas

LGBT: O que é?

O movimento LGBT (Lésbicas, gays, bissexuais, transexuais), busca defender a igualdade social das pessoas LGBT na socied



ade. Essas pessoas sempre enfrentaram o preconceito e o ódio e a sua luta é a conscientização dessas pessoas chamadas de bi fóbicas, homo fóbicas e trans fóbicas.

A sigla tem como objetivo principal defender a diversidade, com base na identificação de gêneros ou sexual. Hoje, ela é utilizada como meio de se referir a qualquer pessoa que não se enquadre como heterossexual ou cisgênero. Deste modo, existem algumas variantes a mais na sigla:

· LGBTQ: Letra adicionada com a identificação queer.

· LGBTQI: Letra adicionada com a identificação intersexual.

· LGBTQIA: Letra adicionada com a identificação assexuais.

· LGBTQIAPN: Letras adicionadas com a identificação pansexuais, polissexuais e pessoas não-binárias.

· LGBTQIAP+: o sinal de + foi adicionado como objetivo de procurar representar quaisquer outras pessoas que não s

e sinta incluída em qualquer outra representação descrita acima.



Objetivos do movimento LGBT:

É muito difícil afirmar com exatidão quais as pautas principais do movimento, por não se tratar de um grupo com lideranças definidas. Isso é explicada, porque em cada a país os interesses são diferentes, mas existem diversos objetivo comuns entre todos eles, como:

· Criminalização da LGBTfobia

· Reconhecimento social da identidade de gênero

· Fim dos tratamentos como “cura gay”

· Casamento civil igualitário

· Legalização para casais homoafetivos adotarem crianças.

· Políticas públicas pelo fim da discriminação



· Fim dos estereótipos LGBT

· Representatividade da comunidade nos meios de comunicação


O movimento é composto por uma grande cadeia de ativismo político e atuações culturais, incluindo as chamadas marchas de rua, artes e pesquisas acadêmicas.


O que é a lei LGPD?

A Lei Geral de Proteção de Dados (13.709/2018), tem como objetivo a proteção das informações pessoais dos clientes e funcionários de uma empresa. A lei já está em vigor desde 2018 e terá a primeira análise nas empresas em agosto desse ano. Para fazer a analise dessas informações, junto com a lei foi criada a ANPD-Autoridade Nacional de Proteção de Dados, que será a responsável por toda essa análise, e se necessário será ela quem aplicará as devidas consequ~encias da não implementação ou do vazamento das informações.

Benefícios e consequências da lei

Quando a lei for implementada na empresa, se implementada corretamente ela pode trazer uma série de benefícios para a sua organização, como:




· Melhora a reputação a da empresa

· Ganha destaque em relação a concorrência

· Mais credibilidade no mercado

· Admiração e respeito dos clientes pela proteção de dados

· Fortalecimento das relações comerciais


Porém, caso as normas da LGPD não foram seguidas corretamente, ou teve alguma violação nos dados dos usuários a empresa pode sofrer uma série de consequências, como:


· Empreendimento vulnerável

· Bloqueio do banco de dados, em alguns casos até exclusão

· Má reputação da empresa no mercado

· Perca de clientes para a concorrência

· Recebimento de processos

· Multa referente a 2% do faturamento anual da empresa


Como você pode ver, a LGPD oferece grandes benefícios para o empresário brasileiro, favorecendo ainda mais a sua corporação, mas caso a implementação esteja feita de maneira errada também pode atrair uma série de consequências, por isso é importante contratar profissionais qualificado para ajudar na implementação da lei como os especialistas da empresa Tutelas Soluções.



7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo