Os benefícios da LGPD em fintechs

Atualizado: Mai 19


A Lei Geral de Proteção de Dados, traz como seu objetivo, a organização do cenário empresarial tendo como principal aliado a proteção dos dados pessoais de seus usuários. E as empresas, neste caso as fintechs, só podem utilizar esses dados com a autorização do titular. Em relação á isso, o titular dos dados pode pedir o arquivamento das suas informações pessoais a qualquer momento.

Os benefícios trazidos por essa nova lei são muitos, assim estimulando as empresas e organizações á investirem na nova lei de proteção de dados. Pensando nisso, separamos os benefícios trazidos por ela em fintechs


Benefícios da LGPD


A LGPD está se tornando cada vez mais conhecida, não só pelo público mas também por todas as empresas, e pensando nisso, num futuro não tão distante um dos requisitos para se tornar parceiro de uma empresa, possibilitando uma fusão entre as duas, seja a LGPD, e a credibilidade que você passará com ela implementada. Mas engana-se, caso você pense que esse seja o único benefício, listei outros para você e sua fintech:


Aprimoramento das redes


Para se adequar corretamente na LGPD, a empresa terá que pensar e estabelecer um plano de ação para tratar com segurança os dados financeiros. Como consequência, acabará ocorrendo a otimização do seu banco de dados, tornando mais fácil a organização e a identificação dos seus dados.


Transparência


Atualmente o fluxo de dados em redes tem sido cada vez maior, e muitas dessas vezes as pessoas não sabem com certeza onde seus dados estão armazenados, podendo gerar grandes consequências no futuro. Por conta disso, a LGPD garante uma transparência total entre empresa e titular, onde ele tem acesso á tudo relacionado á seus dados, autorizando ou não a permanência deles em sua fintech. Dessa maneira a sua empresa garante responsabilidade e credibilidade para seus clientes, parceiros e até mesmo em parcerias futuras.


Transformação digital


Com o investimento da LGPD, a sua fintech pode abrir espaço para outros investimentos no ramo da tecnologia, adotando ferramentas que não só resultam no aprimoramento e organização dos dados como também na digitalização de negócios com Inteligência Artificial, para captação, leitura e direcionamento inteligente dos dados. Facilitando ainda mais o seu trabalho.


Melhor relação com os clientes


Por meio desse respeito á proteção de seus dados pessoais, com a sua confiabilidade para a captação e armazenamento de seus dados, o cliente se sente mais seguro em autorizar a sua empresa na segurança de suas informações, aumentando a proximidade cliente-empresa, com um real interesse entre ambas as partes. Além disso, a demonstração com a privacidade de dados gera mais credibilidade no mercado, aumentando a possibilidade de surgir ainda mais contratos com novos clientes e novas empresas parceiras.


Segurança jurídica


A partir da Lei Geral de Proteção de Dados, fica claro que os dados pertencem exclusivamente á seus titulares, e eles são apenas emprestados para as empresas. Essas empresas então determinam regras para conseguirem a segurança das informações. Através da LGPD também, se as informações forem coletados em outros países, a proteção á privacidade continua sendo garantida. Assim, as fintechs passam a se preocupar ainda mais com a sua politica de privacidade, tornando as informações dos usuários bem mais valiosas, consequentemente ocorrendo um maior investimento na segurança da informação, evitando consequências futuras, que podem acontecer caso haja o vazamento dessas informações

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo